quarta-feira, janeiro 30, 2008

Concertos

Etiquetas:

Bloody Disgrace

Os Bloody Disgrace são uma banda punk de Esmoriz.
Formaram-se no Verão de 2006, mas só no final de 2007 é que se apresentaram...


podem ouvir alguns temas na banda no link:

Etiquetas:



THE LORDS OF ALTAMONT
Os norte-americanos Lords of Altamont regressam ao Porto-Rio no dia 10 de Fevereiro. Numa repetição da gloriosa noite de há cerca de um ano atrás, reincidem na primeira parte os barcelences Green Machine. As actuações começam ás 18 horas.
Surgidos no final dos anos 90, de cinzas de nomes como Fuzztones, Cramps, ou Bomboras, recentemente contam com o ex-MC5 Michael Davis, fã declarado que já havia colaborado na produção em "Lords have mercy" e agora empresta o seu baixo ao motor rítmico deste gang motorizado que gosta é de rock'n'roll rápido e cru na tradição das bandas do garage punk dos anos 60, e é exactamente o que fazem sem soar a simples revivalistas, mas sim reais e genuínos com uma personalidade e som muito próprios.
Os Lords terminaram recentemente as gravações do que será o muito aguardado novo álbum. Intitulado "The Altamont sin" é lançado em Fevereiro, e será o o seu terceiro após os muito aclamados "To hell with the lords" de 2002 e "Lords have mercy" de 2005.
Para tornar a expectativa ainda maior, em estúdio gravou a tempo inteiro o ex-MC5 Michael Davis, um homem que 40 anos após "Kick out the jams" sabe bem o que quer e foi procurá-lo com esta banda.

Qualquer dos nomes a que estiveram associados no passado serve para ter uma ideia das suas inspirações, se bem que elas não se esgotam em nenhum nome ou era em particular. Ao vivo são uma descarga de adrenalina por uma máquina muito bem oleada pontuada por duas psicóticas guitarras, o (literalmente) flamejante órgão Farfisa do vocalista Jake "the preacher"Cavaliere, e uma excelente secção rítmica que agora conta com um ex.MC5 no baixo.

Com uma reputação - que já confirmaram - de se entregarem a concertos suados, intensos e inesquecíveis, espera-se no Porto-Rio este dia uma demonstração de quão fresco e revigorante pode ser um concerto de rock'n'roll, e nada abaixo disso.

GREEN MACHINE

Depois de um óptimo EP e edições várias, os Green Machine apresentam alguns temas do seu álbum de estreia que é lançado em breve, e é bastante aguardado por todos os que têm assistido aos seus muitos e enérgicos concertos que lhes têm dado cada vez mais consistência.

Etiquetas:

Combat Noise Streetwear e Deskarga Furtiva presentan o que sen dúbida vai ser o concerto do ano en Galiza…

UK SUBS (punk-rock dende UK)
THE VIBRATORS (punk-rock dende UK)
TOTAL CHAOS (punk-rock dende USA)
SKACHA (punk-rock dende GZ)
SKARMENTO (punk-rock dende GZ)

Día: Sábado 2 de febreiro de 2008
Lugar: Sala Zona (Bueu)
Hora: 21:00
Prezo: 16 eur. (anticipada) & 20 eur. (taquilla)
Puntos de venta anticipada: Honky Tonk & Monkey Bone (Vigo), Discos Gong & Bar-Tolo (Compostela), A Cova da Laxe (Cangas), Zappa (Bueu) e Barriga Verde Café (Lalín).

Máis información: 617267413 (Suso) & 615248074 (Ángel)

Por unha banda, os ingleses UK Subs e The Vibrators seguen co que nos últimos anos se convertiu nunca xira conxunta case mítica.

UK Subs
Foron uns dos referentes do movemento punk-rock dende mediados dos 70 en Inglaterra. Animadas e eléctricas cancións cun claro compoñente político nas súas letras. Liderados polo cantante Charlie Harper (que xa cegaba da banda de rock´n´roll Marauders) os UK Subs formáronse en 1976, logo de que Harper asistira a un concerto de The Damned. Os seus primeiros ensaios foron na perruquería do sur de Londres na que Harper traballaba. Rápidamente convertiríanse nuns clásicos do Roxy e grabaron varias sesións con John Peel para a BBC. Os UK Subs non abandoaron a súa carreira nestes más de trinta anos, deixando tras de si álbumes gloriosos como “Another kind of blues”, “Brand new age” ou “Flood of lives”, e singles inesquecibles como “Stranglehold” ou “Tomorrow´s girls”. UK Subs sonserva a súa formación case intacta con Charlie Harper (voz), Alvin Gibbs (baixo) e Nick Garret (guitarra).

The Vibrators
Esta banda británica nace no ano 1976 formada por Ian Carnochan “Knox” como cantante e guitarrista, John Ellis (guitarra), Pat Collier (baixo) e Eddie (batería). A banda comezou a destacar teloneando aos Sex Pistols e Stranglers que nese intre eran as cabezas visibles do movemento punk inglés.
O seu debut chegou con “Pure Mania” (1977), o LP máis laureado da súa carreira que estaba cheo de ritos pegadizos con temas como “Yeah Yeah Yeah”, “No heart” ou “I need a slave”. Logo chegaría “V2” (1978) que co single “Automatic lover” seguía demostrando a calidade desta banda.
A incapacidade á hora de conseguir unha formación estable levounos a perder esa forza que os caracterizaba e pouco despois separaronse para voltar nos anos 80 e grabar novos discos e seguir en activo ata a actualidade.

Total Chaos
Total Chaos nace no ano 1989 en Pomona Valley, California. Como eles mesmos declaran, a banda formouse polo necesidade de revitalizar o punk-rock que estaba a ser esquecido por mor do nacemento de estilos modernos que o afogaban e pola necesidade de facer unha crítica social que estaba a ser esquecida. O seu estilo recorda ás bandas inglesas da chamada segunda corrente do punk (Exploited, Conflict, Discharge, GBH ou Varukers). Herdeiros do punk máis acelerado e con sete discos ás súas costas e cunha carreira que os levou durante estos 18 anos a percorrer todo o mundo, Total Chaos chega cun novo disco “Avoid all sides” e cunha nova xira europea.

Skacha
Falar de Skacha é falar sen dúbida da banda galega de punk-rock máis importante dos últimos anos. Nados a primeiros dos 90 en Vigo, estos rapaces xa saben o que é tocar con grandes bandas, percorrer en furgoneta a meirande parte da xeografía estatal e editar discos en toda Europa. Logo de publicar “A ferro e lume” (2006), Skacha segue a compoñer novos temas e mirando ao futuro con máis gañas que nunca. Nestes anos de rodaxe, númerosos concertos en Galiza, Euskadi, Catalunya.. dan boa fe da sua experiencia, contundencia e furia no esceario, tanto a nivel de grandes festivais, como en locais de pequeno aforo. Apoiando sempre a festa, sen esquecerse de denunciar as inxustizas sociais. Hoxe seguen expresando e transmitindo a sinceira raiba do PUNK-ROCK.

Skarmento
A banda máis nova deste festival pero con preto de oito anos de carreira é Skarmento. Chegan dende Donramiro (Lalín) e compaxinan actuacións coa grabación do seu terceiro disco. Acaban de chegar de Alemaña dunha xira de nove concertos que pechou un gran ano e que os fai mirar para o 2008 con grandes esperanzas de seguir percorrendo o mundo. Punk-rock con actitude e gañas de armala é o que podes atopar nos concertos de Skarmento.

Etiquetas:

segunda-feira, janeiro 14, 2008

CRITÍCA AO SINGLE DOS CLOCKWORK BOYS NO UNDERWORLD ENTULHO INFORMATIVO :


CLOCKWORK BOYS - Rock nas Cadeias 7”EP . True Force

«Ele há bandas que existem apenas como escape para o
espírito humorístico de músicos de outros projectos, esses
sim sérios. Mas ao ouvir este street-punk rock’n roll
a atirar para o xunga, mas com dignididade e até alegria, é
impossível não pensar no que estará por detrás de temas
que falam de vivências realmente alternativas. Quem as
conhece e tenha sentido na pele, saberá reconhecer o
impostor. Os Clockwork Boys têm pinta de saber do que
falam. Já terão cumprido pena? Serão arruaceiros e putanheiros?
A irregularidade de uma banda já com meia dúzia
de anos de existência mas só agora um primeiro disco;
o mistério por detrás do percurso dos seus membros; as
letras politicamente incorrectas e o seu cariz marginal e
decadentista; em nada esbatem o que se passa nesta
rodela negra: Quatro apreciáveis temas de Rock simples
cantado em português, supostamente gravado em 2005,
soando a 85, a puxar o cântico. Jay Cobra (voz), Zé Abutre
(guitarra), Dr. Ray Ban (baixo) e Mãozinhas (bateria), gente
de ficção ou realidade, cantam sobre o outro lado da
noite e prestam a devida homenagem a quem passa pela
vida sem contemplações. Vale não só pela música, mas
por todo um conceito marginal que mais ninguém ousa
incarnar: ‘Tuga Rock ‘n Roll outlaws. » 3,9 JP

COMPREM ANTES QUE ESGOTE !!!

AGUARDEM PELO CD QUE VAI SER MUITO MELHOR QUE O SINGLE!!!

Etiquetas: ,

A MINHA TRACKLIST DOS ÚLTIMOS TEMPOS :


THE SAINTS - ETERNALLY YOURS CD

CRIME - SAN FRANCISCO DOOMED CD

UNDERTONES - THE SINGLES CD

THE SADISTS - A IRA DA CORRENTE LP

DAWNRIDER - ALPHA CHAPTER CD







AQUI FICAM DOIS VÍDEOS DE UMA DAS MINHAS BANDAS PREFERIDAS DA AUSTRÁLIA DE 1977 . OS GRANDES THE SAINTS !!!


WWW.MYSPACE.COM/DOKUGAPUNX


CRUST PUNK DOS SUBÚRBIOS DO PORTO , NA ONDA JAPÃO /SUÉCIA DOS ANOS 80.
PARABÉNS PELO PROJECTO !! FORÇA E CONTINUIDADE !!!
Rock das Cadeias: Janeiro 2008
Get your own Box.net widget and share anywhere!