domingo, junho 26, 2011

Single de Morte Forte à venda:



Os Morte Forte foram uma banda da zona de Lisboa que “achava que o Rock deveria ser perigoso, energético, sujo e niilista como os Turbo Negro fizeram questão de relembrar a quem estava atento nos anos 90 ” (Review Chili com Carne), e que ganharam fãs tão díspares como Fernando Cunha e Miguel Ãngelo (Delfins, Resistência), Ondina Pires (Pop Dell Arte, Great Lesbian Show) ou Francisco Dias (Crise Total, Dawnrider, Subcaos), e partilharam palcos com bandas como Brainwashed by Amalia, No-Counts, Great Lesbian Show, Shadowsphere ou Albert Fish.


Na sua curta mas caótica existência notabilizaram-se pelos seus concertos, sempre na beira do caos total (pirotecnia incluída), e onde ficou para a história a cozinha do Lótus coberta de sangue de um dos elementos, a destruição de uma rua em Loulé por fãs algarvios, uma private party numas bombas de gasolina na A2 que culminou na banda a ser toda “convidada” até ás instalações da GNR local, e um ultimo concerto na noite de Halloween de 2004 que acabou com mais de 100 posts no extinto punk pt onde já haviam desde ameaças de Morte a pessoas em transe que tinham visto a luz.

Lado A: http://www.youtube.com/watch?v=OBBhsKZsvcc

Lado B: http://www.youtube.com/watch?v=Xwn9E0n-HeA

Elementos dos Morte Forte continuaram/continuam ligados à música com as bandas Larkin (http://www.myspace.com/larkinmusic ), Hellspiders (http://www.myspace.com/hellspiders) e Caveira (http://www.myspace.com/caveiracaveira)

O trabalho gráfico é uma homenagem ao grande Renato Preto, que infelizmente partiu cedo de mais, personagem inconfundível do underground nacional, do Punk ao Grind (foi vocalista da banda S.N.O.B.), do Metal ao movimento Okupa (era um dos entrevistados no documentário da SIC Modernos Primitivos), amigo pessoal da banda e presente em quase todos os concertos. Tanto a foto da Contra-Capa como a foto do Label foram em concertos de Morte Forte.

O trabalho gráfico é uma homenagem ao grande Renato Preto, que infelizmente partiu cedo de mais, personagem inconfundível do Underground nacional, do Punk ao Grind (foi vocalista da banda S.N.O.B.), do Metal ao movimento Okupa (era um dos entrevistados no documentário da SIC «Modernos Primitivos»), e era amigo pessoal da banda e esteve presente em quase todos os concertos.
Tanto a foto da Contra-Capa como a foto do Label foram em concertos de Morte Forte.


Os singles são limitados a 227, dos quais 100 são numerados e vêm com Poster.
Os com Poster já se encontram quase esgotados. Cada single custa 5€, e podem encomendar através do dogcityrecords@hotmail.com.
Rock das Cadeias: Junho 2011
Get your own Box.net widget and share anywhere!